Me excluo ?


Depois de algum tempo pensando na vida percebi que nada o que tinha feito até agora tinha sido algo espetacular,ao modo dos jovens da modernidade,algo que me orgulharia em contar para os meus netos, algo realmente revolucionário, coisas do tipo que os jovens hoje em dia gostam de comentar sabe, alguma coisa que eu pudesse dizer: ’eu já fiz isso’. Algo do tipo; ficar bêbada e sair falando e fazendo besteiras depois da balada, sair com vários caras estranhos na mesma noite e depois ficar me gabando por isso, experimentar drogas,dizer que já fugi de casa porque briguei com meus pais,etc.Realmente nada disso me importa. Tenho consciência de quem sou, do que sou capaz e de que não preciso fazer nada disso pra ser feliz (ou dizer que sou feliz) e ser aceita entre os grupos sociais.Exatamente por esses motivos, por me conhecer tão bem,sei que não tenho a necessidade de praticar nenhuma dessas ‘atitudes jovens revolucionárias’.Não preciso de nada disso pra mentir para as pessoas e para mim mesma que tenho feito tudo o que vem na telha,que não me importo com o que dizem.Sim me importo,e principalmente com o que eu penso sobre mim antes de tudo,isso sim é necessário para mim,minha auto crítica,que considero não ser nada fora do normal,me ajuda bastante nas horas de dúvida e ansiedade.Me excluo de tudo isso sem perder minha identidade,tenho orgulho de fazer a diferença no meio em que convivo.Tenho orgulho de ser feliz e me aceitar sem ligar para o que a maioria dos outros jovens fazem,isso não faz nenhuma diferença pra mim.Sigo a Jesus,Ele sim faz a maior e mais importante diferença na minha vida.Isso que quero contar para os meus filhos,netos...dizer que tenho um motivo para viver ,uma certeza que ninguém pode arrancar de mim.